segunda-feira, maio 27, 2024

Últimas Notícias

4 dicas para manter seus filhos seguros na internet

Conscientizar sobre os riscos é importante para ter uma navegação mais segura nas redes; especialista aponta quatro dicas essenciais

Participando ativamente das redes sociais, jogando e consumindo uma ampla variedade de conteúdos digitais, crianças e adolescentes estão começando a ficar atentos aos riscos que envolvem a internet. Segundo dados divulgados pela Microsoft, em sua Pesquisa Anual Global de Segurança Online, 87% dos jovens estão discutindo com seus familiares sobre os perigos online. No entanto, alguns pais ainda não participam desse diálogo ativamente, e o acesso sem restrições e consciência também traz uma série de desafios, que vão desde o cyberbullying e ataques hackers até a exposição a conteúdos inapropriados.

“Ensinar crianças e adolescentes sobre segurança online é importante para capacitá-los a navegar de forma responsável e prudente na internet. Ao fornecer-lhes as habilidades e os conhecimentos necessários para proteger sua privacidade, identificar riscos e comportar-se de maneira ética, estamos ajudando a construir uma geração de usuários digitais conscientes”, comenta Henrique Nóbrega, diretor fundador da Ctrl+Play, escola de programação e robótica para jovens de 7 a 17 anos.

Pensando nisso, o especialista aponta orientações para os pais ajudarem seus filhos a navegarem seguros na web. Confira:

Conscientizar sobre os riscos

É preciso começar a educação sobre segurança com uma conversa aberta sobre os vários perigos que eles podem enfrentar na internet, como cyberbullying, fraudes, divulgação de informações pessoais e exposição a conteúdos inadequados. Essa conscientização é o ponto de partida para que os jovens entendam os perigos e saibam identificá-los para agir e se protegerem durante a navegação.

Falar de privacidade

Preservar a privacidade é essencial para uma navegação prudente. Isso envolve instruí-los sobre como ajustar adequadamente as configurações de privacidade nas redes sociais, evitar divulgar dados pessoais sensíveis, evitar divulgação de fotos para desconhecidos e identificar tentativas de phishing, entre outras fraudes. Explicar as consequências, como a utilização indevida dessas informações, facilita entender os motivos do cuidado. 

Gerenciar senhas e segurança de contas

Os adolescentes e as crianças precisam receber orientação e acompanhamento na hora de criar senhas robustas e exclusivas para suas contas online. Isso implica também em adotar a autenticação em duas etapas sempre que viável, e ensinar sobre como identificar e denunciar atividades suspeitas.

Não existe uma idade “certa” para deixar as crianças terem contas nos sites e plataformas que desejam, mas o ideal é que um responsável tenha acesso e controle. A melhor solução não é proibir, e sim monitorar.

Ter um diálogo aberto e contínuo

Por último, é crucial manter uma comunicação franca e regular com os jovens sobre segurança na internet. Vale criar um espaço de acolhimento, se mostrar disponível para oferecer orientação e incentivá-los a compartilhar com os responsáveis as suas experiências, dúvidas e preocupações.

“Pais, educadores e outros adultos de confiança desempenham um papel vital ao fornecer orientação e suporte aos jovens durante sua jornada no mundo digital, que tem muitos lados positivos a oferecer”, finaliza o diretor da Ctrl+Play.

Sobre a Ctrl+Play

A Ctrl+Play é uma escola brasileira de tecnologia e programação que oferece cursos e programas inovadores para crianças e adolescentes. Seu objetivo é proporcionar um ambiente educacional divertido e interativo, onde os alunos possam desenvolver habilidades, programação, robótica, criação de jogos, modelagem 3D e conceitos de lógica de forma dinâmica, divertida e envolvente. A escola utiliza metodologias de ensino modernas e recursos tecnológicos avançados para proporcionar uma experiência de aprendizado estimulante e enriquecedora.

Latest Posts

MAIS VISTAS

Pular para a barra de ferramentas