quarta-feira, julho 24, 2024

Últimas Notícias

PRIMEIRA EXIBIÇÃO DO DOCUMENTÁRIO “BOLA PRO ALTO” em São Paulo – Dia 14/06 (sexta-feira) – 19h30

Centro Cultural Santo Amaro – Av. João Dias, 822
 ENTRADA FRANCA
Sorteio de uma bola da Mikasa para quem adquirir o ingresso
 Evandro Mesquita, Cynthia Howlett, Karina Vela e Marcelo Adnet são alguns dos amantes da bolinha no alto que marcam presença no documentário
“Bola Pro Alto!”, documentário sobre a altinha, jogo livre, colaborativo e praiano nascido no Rio de Janeiro, com direção de Cecília Lang, faz sua primeira exibição em São Paulo.  Na próxima sexta-feira, dia 14 será exibido o filme abrindo o evento Copa Flow, após a sessão, um bate papo com a diretora. Credenciamento para sessão especial com Assessoria de Imprensa – Flavia Miranda (flavia@procultura.com.br e ou WhatsApp (11) 98542.1771. O filme que teve uma sessão especial no dia 28 de abril, no Festival de Cinema de Futebol – CineFoot, no Estação Net Rio, teve um processo de financiamento coletivo reaberto, com a doação de 60 bolas feita pela Mikasa, como recompensa, no site da Benfeitoria através da companha #queroaltinhanocinema. O filme mergulha no Coqueirão como é chamado o trecho da praia de Ipanema que por muitos anos foi o epicentro do jogo para revelar seus bastidores, sua evolução e seus personagens. Com o foco em deixar a bola no ar pelo máximo de tempo sem usar as mãos a altinha é também a busca de uma sintonia perfeita entre os jogadores e a bola, conhecida como o flow ou fluir. Febre no Rio a altinha vem conquistando corações em todas as partes do Brasil e do mundo. Evandro Mesquita, Cynthia Howlett, Karina Vela e Marcelo Adnet são alguns dos amantes da bolinha no alto que marcam presença no documentário. O filme tem produção da Viralata e Lúdica, e na distribuição conta com o apoio da Cavideo e distribuição Bretz Filmes. A trilha sonora original é assinada por Rodrigo Sha, que produziu uma versão remix da canção “Você não Soube me Amar” para o longa, que também conta com músicas de Qinho e Pepe Barcellos. Dirigido pela carioca Cecília Lang, o documentário é conduzido em primeira pessoa pela própria cineasta, que desde criança foi testemunha das diferentes fases do desenvolvimento do esporte, não como jogadora, mas como espectadora. Através de um mosaico de depoimentos, o filme revela a essência da altinha: em roda, com o objetivo de deixar a bola no ar pelo máximo de tempo possível, três ou quatro pessoas com uma bola buscam chegar ao estado de sintonia perfeita, conhecido pelos jogadores como o estado de flow. Na contramão da gravidade altinha é a vontade de alegria, de superação das dificuldades através da brincadeira, do esporte, em um jogo sem vencidos nem vencedores. Em uma sociedade cada vez mais polarizada, a altinha vem proporcionar o bem-estar de forma democrática.  O filme revela os bastidores do esporte e sua história de forma descontraída como uma conversa de praia. Dentre os entrevistados, destacam-se algumas personalidades emblemáticas da praia como: Benedito Nascimento, um dos primeiros barraqueiros de Ipanema; Rafaella Fontes, campeã mundial de Teqball, Karina Vela, estilista e por anos apresentadora no Canal Off, Victor Martins, autor e produtor do Mundialito de Altinha, Lorena Bichucher, fundadora da primeira escola de altinha para mulheres, e Patricia Lessa, conhecida como Patricinha, várias vezes campeã de futevôlei. Há quem diga que a altinha é uma brincadeira de adultos ou um esporte de alto rendimento, mas inquestionável é o seu lema: não deixar a bola cair! SINOPSEBola Pro Alto! é um documentário sobre a altinha, jogo livre, colaborativo e praiano nascido no Rio de Janeiro que hoje é febre em muitas capitais do país e até no exterior. Em roda os jogadores mantêm a bola no ar sem o uso das mãos pelo máximo de tempo possível em busca de uma sintonia perfeita conhecida como o flow ou fluir.  O filme revela a altinha não apenas como uma atividade física colaborativa e inclusiva, mas como uma forma de estar no mundo que vem conquistando o coração de milhares de pessoas em busca de aliar qualidade de vida à saúde física e mental. Evandro Mesquita, Cynthia Howlett, Karina Vela e Marcelo Adnet são alguns dos amantes da bolinha no alto que marcam presença no documentário. O filme tem uma versão remix da canção Você não Soube me Amar, feito por Rodrigo Sha que assina a trilha sonora original do filme e conta com músicas de Qinho e Pepe Barcellos. As produtoras Viralata e Lúdica são responsáveis pela produção e a distribuição é de Bretz Filmes com apoio da Cavideo.   FICHA TÉCNICADireção: Cecília LangProdução executiva: Cecília Lang e Gabriel Corrêa e CastroProdutoras: Lúdica e ViralataProdução executiva: Cecília Lang e Gabriel Corrêia e CastroTrilha sonora: Rodrigo ShaVocais: Juju GomesDistribuição: Bretz FilmesApoio: Cavideo PERSONAGENSEvandro MesquitaCynthia HowlettKarina VelaMarcelo AdnetNatalia BodsteinPatricia LessaVanessa TabarezRafaella FontesFernanda OtsukaLorena BichucherVictor MartinsBruno PachecoJosé Roberto LeiteBenedito NascimentoAdílio JrIgor Nigga CECÍLIA LANG | Diretora e produtoraCecília Lang é carioca, cineasta e atriz. Com 19 anos, começou a carreira no audiovisual com a produção de seu primeiro curta-metragem, “Para Sí Olhar”, vencedor do Primeiro Lugar do Prêmio para Novos Talentos da então RioArte. De lá pra cá, dirigiu curtas-metragens como “Um Movimento Quase Qualquer”, com trilha sonora da Bjork e fotos de Sebastião Salgado, que foi exibido no Festival Internacional de Cinema de Rotterdam, na Mostra de Cinema de SP, no Femina Festival e no Festival Internacional de Curtas-Metragens do Rio, e “Messias, Delicadamente Nobre”, sobre o Mestre Messias, músico, filósofo e pintor, referência da cultura negra no Rio de Janeiro, exibido no Festival Internacional de Cinema de Zanzibar e no Festival do Filme Etnográfico. Cecília tem especialização em documentários pela Femis (École Nationale Superieur de l’Image et du Son – Paris) para qual foi selecionada como cineasta brasileira para uma bolsa de estudos financiada pelo Ministério das Relações Estrangeiras da França.   Como roteirista recebeu o Prêmio de Roteiro Petrobrás – Dança em Foco, pelo roteiro do curta-metragem autoral “Potência”. Em sua trajetória, trabalhou com os cineastas Lula Buarque de Hollanda, Beth Formaggini, Eduardo Coutinho, Bia Lessa, Alice de Andrade, Anderson Quack e João Vargas, e, em 2023, Cecília fez parte da equipe de assistentes de direção de Walter Salles, no próximo filme do cineasta, “Ainda Estou Aqui”, em fase de finalização. Cecília foi editora dos programas de TV “Som do Vinil” (direção de Darcy Burguer e Charles Gavin, Canal Brasil), “Os Anos 80 Estão de Volta” (direção de Darcy Burguer, Canal Curta!) e “60 Dias na Amazônia” (direção de Sylvestre Campe, Canal Off). Foi assistente de direção do programa “Aglomerado”, exibido pela TV Brasil com apresentação de MV Bill e Nega Gizza e direção de Anderson Quack. Atualmente, a cineasta também dirige clipes musicais e virais para campanhas eleitorais nas redes sociais, com vídeos com alcance de mais de um milhão de visualizações. Em 2024 Cecília estreia seu primeiro longa-metragem o documentário “Bola Pro Alto!”, um filme sobre a altinha, jogo praiano nato do Rio de Janeiro, produzido ao longo de seis anos, uma coprodução das produtoras Lúdica e Viralata.  RODRIGO SHA | Trilha sonora Cantor, saxofonista, compositor, arranjador, produtor e multi-instrumentista, Rodrigo Sha tem uma carreira de mais de 25 anos. Já ganhou os prêmios de música-tema nos 80 anos do Cristo Redentor, melhor álbum eletrônico no Prêmio de Música Brasileira de 2014 e melhor instrumentista de cena eletrônica pela revista DJSound dois anos seguidos. GABRIEL CORRÊA E CASTRO | Produtor e executivoGabriel Corrêa e Castro é produtor de filmes e séries há mais de 15 anos. Filho de pai artista, sempre esteve no meio das artes. Gabriel é formado em cinema e tem pós-graduação em gestão estratégica de negócios e finanças corporativas. Gabriel fundou a Produtora Viralata e já produziu dezenas de obras audiovisuais. Entre os filmes se destacam os documentários “Blitz, o Filme”, “Palace II” e “Euclydes”, e as séries “Roda de Choro”, “Enjoying Rio”, “Vibe de Dois”, “Cris Pelo Mundo”, “B-Side Of The Road” e “Negro Muro”, esta última para o GNT. Na ficção, sua empresa produziu “Natureza Morta”, lançado na Mostra Tiradentes, e “Madalena”, que teve a estreia no Festival de Rotterdam e ganhou o prêmio de melhor filme no Festival Internacional de Cinema de Istambul. Atualmente, Gabriel está trabalhando em diversos projetos, incluindo o filme de ficção “Avenida Beira-mar” e “Diário de Fogo”, ambos em coprodução com o Telecine, e a série documental “Sobre Essa Pele” para a Warner Bros Discovery. VIRALATA | ProdutoraDesde 2010, nossa paixão é contar histórias autênticas que estimulam a reflexão e inspiram mudanças, permanecendo leais aos valores inovadores que impulsionam nossa criatividade. No portfólio da produtora estão a ficção “Madalena”, que estreou no Festival de Rotterdam e ganhou o prêmio de melhor filme no Festival de Istambul; “Avenida Beira-mar” (em fase de finalização), uma coprodução com a Telecine e Elo Studios; “Sobre Essa Pele”, em coprodução com a Warner Bros Discovery; “Negro Muro” para o canal GNT; e dezenas de outros programas de TV e documentários, como “Blitz, o Filme”, “Roda de Choro”, “Palace II”, “Enjoying Rio”, “Cris Pelo Mundo”, “B-Side Of The Road”, “Vibe de Dois” e “Euclydes”. Além das estreias previstas para 2024, como “Reconhecidos” e “Diário do Fogo”. A produtora Viralata também se destaca como especialista em comunicação corporativa. Com mais de 800 filmes produzidos, ajudamos as maiores empresas do Brasil a contarem suas histórias. Viralata, entretenimento e comunicação corporativa.  LÚDICA | ProdutoraA produtora Lúdica é uma empresa de produção audiovisual e teatral. Em suas realizações promove a arte como como forma de engajamento com o mundo para potencializar a sua capacidade de mudança. Enxerga a cena tanto audiovisual como teatral como ferramenta de empoderamento e a trabalha de forma lúdica, buscando dar poesia ao real. Foi criada em 2023 quando fez a produção da figuração especial e assistência de direção para o longa-metragem “Ainda Estou Aqui”, com direção de Walter Salles, uma produção da Conspiração Filmes, e, em 2024, estreia o longa-metragem “Bola Pro Alto!”, dirigido por sua sócia Cecília Lang

Latest Posts

MAIS VISTAS