quarta-feira, julho 24, 2024

Últimas Notícias

Criança interior ferida: como curar?

Liberdade emocional: como impor limites saudáveis?

Especialista em impactos causados por traumas, Laura K. Connell publica livro com dicas de mecanismos para identificar relações tóxicas e evitar episódios de autossabotagem

Ciclos abusivos, manipulaçãoculpa, vícios e isolamento são repetições comuns na fase adulta, muitas vezes originadas na infância. No livro A culpa não é sua, publicado no Brasil pela Latitude, a autora canadense e especialista em impactos causados por traumas, Laura K. Connell, combina a experiência pessoal com pesquisas científicas para auxiliar o leitor a identificar pessoas tóxicas e saber como impor limites em diferentes situações do cotidiano – associadas a amizades, relacionamentos amorosos, trabalho e família.

Desde criança, a autora sentia que havia algo de errado, que a impedia de aproveitar o sucesso, o amor e a aceitação que os outros desfrutavam. Esse sentimento gerou diversos traumas na fase adulta e, até mesmo, a levou ao alcoolismo. Somente após anos de acompanhamento psicológico, Connell compreendeu que o abuso emocional e a negligência sofridos na infância eram fruto de uma dinâmica familiar disfuncional. Isso envolvia pais incapazes de lidar com as próprias questões internas e reforçavam um ciclo de violência e abandono.

Segundo a especialista, indivíduos tóxicos também estão feridos, mas por não saberem administrar as próprias emoções, acabam machucando aqueles com quem se relacionam. Geralmente, essas pessoas apresentam alguns sinais de alerta: intolerância a vulnerabilidade do próximo; as próprias necessidades vêm em primeiro lugar; são manipuladoras; exigem confiança sem fazer por onde merecer e fazem críticas destrutivas, ao deixar implícito que não importa o que o outro faça, pois nunca será bom o suficiente.

A maioria das pessoas que cresceu em lares disfuncionais passou a vida duvidando da própria intuição. Isso ocorre porque elas foram ensinadas a calar essa voz e, em vez disso, a obedecer às ordens dos cuidadores. Aprenda a ouvir essa voz dentro de você e leve a sério os seus pressentimentos […] esquivar-se só vai piorar as coisas e permitir que pessoas desonestas tenham mais chances de enganar você.
(A culpa não é sua, p. 66)

Laura K. Connell explica que o primeiro passo para romper esses ciclos disfuncionais é estabelecer limites saudáveis. Ou seja, significa deixar claro o que sente, aprender a dizer “não” quando for preciso, parar de querer agradar a todos, entender seus valores, limitar o contato com pessoas problemáticas e, até mesmo, quando necessário, romper de vez esses vínculos que desgastam psicologicamente.

Por meio de uma conversa sensível e inspiradora, com lições e experiências pessoais que aprendeu na terapia, a especialista ensina os leitores a desenvolverem mecanismos de defesas saudáveis a fim de alcançar a liberdade emocional. A autora aborda ainda temas como o vício em amor, perdão, isolamento e apego sentimental. Mais do que um livro, A culpa não é sua oferece as ferramentas necessárias para evitar a autossabotagem, curar a criança interior ferida e atingir uma vida mais plena e autêntica.

Ficha técnica:
Título: A culpa não é sua
Título originalIt’s not your fault
Autora: Laura K. Connell 
Tradutora: Kícila Ferreguetti
Número de páginas: 176
Editora: Latitude
ISBN do livro físico: 978-65-89275-54-1
ISBN do e-book: 978-65-89275-58-9
Preço: R$ 52,90
Onde encontrarAmazon | E-commerce VR Editora | Principais livrarias do Brasil

Sobre a autora: A canadense Laura K. Connell é autora e especialista em impactos causados por traumas, cujo objetivo é ajudar os seus clientes a descobrirem os motivos ocultos que os impedem de seguir em frente. Ela escreve sobre cura da autossabotagem e dinâmicas familiares disfuncionais. Seus artigos tiveram milhões de acessos em sites de notícia e plataformas como Life HackPick the BrainDumb Little ManThought CatalogHighly Sensitive RefugeChicken Soup for the SoulThe Globe and MailToronto Star, entre outros.

Acompanhe a autora:

Sobre a editora: A Latitude marcou um novo ciclo da VR Editora. Voltado ao aprimoramento pessoal e dedicada ao público adulto. Foi por meio do autor e psicólogo Marcos Lacerda que a Latitude deixou a sua marca nesse gênero literário cuja missão é provocar nos leitores uma mudança de vida por meio da reflexão sobre diferentes temas, como: saúde mental, finanças pessoais, negócios, espiritualidade, sociedade, empoderamento feminino entre outros. Desse modo, Latitude pretende ser uma bússola por meio da qual cada leitor possa encontrar sua rota em direção um futuro promissor.

Acompanhe a editora nas redes sociais: @latitudelivros

Latest Posts

MAIS VISTAS