quarta-feira, abril 17, 2024

Últimas Notícias

SPFW 57: Catarina Mina estreia sob o tema Guardiãs da Memória, em homenagem às artesãs do Ceará

A coleção destaca o protagonismo das artesãs, evidenciando sua importância não apenas como tais, mas como guardiãs de uma tradição valiosa, celebra a beleza e delicadeza da renda cearense, além de destacar a força e resiliência dessas mulheres que, com sua arte, tecem histórias e memórias que perduram no tempo

Serão apresentados 40 looks feitos à mão, com 6 técnicas artesanais: filé, bilro, labirinto, palha de carnaúba, fibra de croá, bordado, e o crochê, carro chefe da marca, combinadas com a alfaiataria que integra a seda e o linho puros – novidade que será apresentada na SPFW

Vestido em crochê | Créditos: Thiago Brito

São Paulo, abril de 2023 – No dia 12 de abril, às 14h30, a marca cearense Catarina Mina estreia no maior evento de moda do Brasil e o mais importante da América Latina, o São Paulo Fashion Week. Prometendo um desfile emocionante, sob o tema Guardiãs da Memória a marca homenageará as artesãs que preservam e repassam para as novas gerações a tradição do ofício. “Não existe artesanato sem as artesãs, o nosso desfile é uma homenagem a elas. Estamos entusiasmadas em trazer nossa visão de trabalho para a passarela desta SPFW 57”, afirma Celina Hissa, fundadora da marca.

Há cerca de 18 anos, Catarina Mina promove ações para valorizar e preservar a prática de artesanato, a partir do protagonismo e empreendedorismo das artesãs cearenses. A marca tem trabalhado em estreita colaboração com artistas locais para a feitura manual de suas peças, fortalecendo a produção de vestíveis para além dos tradicionais acessórios e jóias.

Com uma rede composta por 31 comunidades e 450 artesãs, sendo 99% mulheres, muitas delas mães (92,4%) e avós (38,2%), em seus métodos de trabalho envolve também designers, e com isso sustenta e valoriza junto aos consumidores a longevidade do saber artesanal. Assim, Catarina Mina gera renda e garante a liberdade e autonomia financeira às famílias dessas mulheres.

Guardiãs da Memória é sobre transgeracionalidade, identidade, excelência e valorização. É também sobre autenticidade, design, vestimenta, moda. A coleção é formada por peças que preservam a autenticidade do Nordeste brasileiro.

Estarão na passarela com cerca de 40 looks com execuções combinadas, a começar pelo filé, técnica de bordado característica da cidade de Jaguaribe, e incluindo o bilro, arte própria das mãos de rendeiras de Trairi, o labirinto, técnica em extinção, um método considerado difícil e que poderá ser apreciado também nas joias. A coleção também tem trabalhos com palha de carnaúba (conhecida como árvore da vida) e palha do croá, que são extraídas respectivamente de palmeiras e plantas, e transformadas em tecido usado em vestíveis e bolsas. O bordado e o crochê, técnica DNA da marca, além de marchetaria em peças cocriadas e confeccionadas pelas artesãs, integram a coleção. Uma novidade é a presença de um novo estudo de modelagem que agrega a ancestralidade dos saberes das artesãs do Sertão cearense à alfaiataria clássica, presente nas peças de linho e de seda puros, esta última com estampa exclusiva feita para o desfile na SPFW.


Para apresentar sua rede de artesãs ao público final de modo a que sejam reconhecidos os seus trabalhos, as peças da Catarina Mina têm como característica trazer um QR Code anexado à etiqueta, com informação da identidade da artesã responsável pela criação, bem como sua localização geográfica no mapa.

“A gente trabalha pra gente mesmo, de casa, é bem mais prático. Ainda mais quando a gente tem o incentivo financeiro, e também como pessoa, porque essas parcerias nos incentivam como pessoa, nos fortalecem como artesãs”, Valderina, 21 anos – Aracatiaçu, Sobral.
 

Criada com o propósito de provocar impacto social, Catarina Mina é membra do Pacto Global da ONU, e está comprometida com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), com foco especial na erradicação da pobreza (ODS 1), redução das desigualdades (ODS 10), igualdade de gênero (ODS 5) e produção e consumo responsáveis (ODS 12).

A presença da Havaianas como patrocinadora principal do desfile vai contribuir para compor o lifestyle brasileiro apresentado, onde os looks irão destacar a brasilidade dos chinelos e mules da marca, ressaltando a autenticidade do país. Desta vez, o modelo Slim Point será o grande destaque, refletindo a inovação e o estilo contemporâneo que a marca está trazendo para a primeira edição do ano do SPFW.
 

O desfile também terá o apoio de Werner, Círculo e Minalba.

FICHA TÉCNICA

Direção criativa: Celina Hissa

Styling: Dudu Bertholini

Beauty: a confirmar

Hair: a confirmar

Trilha Sonora: Max Blum

Direção do desfile: Ed Benini

Produção Executiva: Thays Martins e Gabriela Albuquerque

Assistência de Styling: Marcella Dahl

Acessórios: Catarina Mina e Carlos Penna

Chinelos e mules: Havaianas

SERVIÇO

Evento: São Paulo Fashion Week N57 –

Guardiãs da Memória, por Catarina Mina

Data: 12 de abril, às 14h30

Local: Shopping Iguatemi São Paulo – Av. Brig. Faria Lima, 2232 – Jardim Paulistano, São Paulo – SP, 01451-000

Sobre Catarina Mina

Catarina Mina é formada por brasileiras e cearenses. Alma de crochê e pensamento. São mais de 18 anos de uma moda diferente, focada em quem produz e que concentra seus esforços em questionar, repensar, refletir e tomar decisões pensando no coletivo. Trabalha por todo o estado do Ceará para fortalecer mais de 10 linguagens artesanais e saberes manuais, únicas como o nosso povo.

Em 2014, resolveu revolucionar e abrir os custos de produção com o projeto #UmaConversaSincera, chamando o consumidor para uma conversa, incluindo designers e artesãos. Por essas e outras, foi agraciada com o prêmio Vogue Brasil /Ecoera, em 2015, e em 2016 com o Brasil Criativo, da 3M.
 

Agência Lema

Leandro Matulja/ Leticia Zioni/ Guilherme Maia

Latest Posts

MAIS VISTAS

Pular para a barra de ferramentas