- Publicidade -

Organizações da sociedade civil debatem propostas para candidatas e às eleições de 2018

Roda de conversa entre organizações das áreas de educação, meio ambiente, segurança e primeira infância integra a programação da Virada Sustentável

 

A Fundação Mata Atlântica recebe, no dia 24 de agosto, às 10h30, no Unibes Cultural, as organizações Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Instituto Alana e Todos pela Educação para um debate sobre “Como a sociedade civil pode influenciar as propostas dos candidatos nas eleições?“. O encontro faz parte da Virada Sustentável, que acontece de 23 a 26 de agosto, em São Paulo. O evento é gratuito e não é necessária inscrição para participação.

 

Em outubro o vai às urnas nesta que promete ser a eleição mais disputada desde a redemocratização do país. O clima é de tensão e polarização. O cenário de incertezas e o ritmo de retrocessos. Por isso a sociedade precisa estar atenta e participar dessa construção, garantindo que as eleições deste ano seja centrada no diálogo e no debate de propostas.

 

“Para esse encontro conseguimos reunir instituições que desempenham um importante papel de influência política em suas áreas de atuação. Com essas informações, o eleitor entenderá que sua vida é impactada diretamente por diversos temas, cada um com sua importância. Se derem atenção a isso, automaticamente cobrarão uma nova postura dos candidatos e candidatas“, destaca Marcia Hirota, diretora-executiva da SOS Mata Atlântica.

 

Todas as organizações participantes elaboraram, individualmente ou com parceiros, propostas com distintas abordagens a serem incorporadas nos programas de governo das candidatas e candidatos às casas legislativas e aos cargos executivos. De forma propositiva, algumas partem de diagnósticos e possíveis soluções, outras apresentam metas a serem executadas na próxima gestão.

Veja Também  PL prevê pausa para ginástica laboral em jornadas de trabalho acima de 6 horas

 

A SOS Mata Atlântica, por exemplo, que terá na mesa de debate seu diretor de Políticas Públicas, Mario Mantovani, trabalha com plataformas às eleições desde 1989. Neste ano apresenta a carta “Desenvolvimento para Sempre” com propostas ambientais com foco na Mata Atlântica e nas causas urgentes para a sua conservação e recuperação, como a Restauração da Floresta, Valorização dos Parques e Reservas, Água Limpa e Proteção do Mar. O documento já foi entregue para mais de 40 parlamentares, incluindo líderes dos principais partidos políticos. A organização ainda pretende se reunir com os coordenadores dos programas dos presidenciáveis e postulantes ao governo do Estado de São Paulo, além de realizar um encontro em Brasília com a Frente Parlamentar Ambientalista, no próximo dia 4.

 

Já o movimento Todos pela Educação, que será representado por Rodolfo Araújo, diretor de Mobilização, contou com uma equipe de especialistas da academia e da administração pública para construir a iniciativa suprapartidária “Educação Já“, um documento com sete pontos principais, incluindo a formação do professor e a alfabetização.

 

O Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em parceria com o Instituto Igarapé e o Instituto Sou da Paz, apresentou a “Agenda Segurança Pública é Solução“ um plano articulado de segurança pública às candidatas e aos candidatos à Presidência nas eleições 2018.

 

Pelo Instituto Alana participa Pedro Hartung, coordenador do programa Prioridade Absoluta, que falará sobre primeira infância e como incluir o cuidado à criança na corrida eleitoral.

 

ContAí | Como a sociedade civil pode influenciar as propostas dos candidatos nas eleições?

Quando: 24 de agosto de 2018, das 10h30 às 12h30

Onde: Unibes Cultural – Pátio

Endereço: Rua Oscar Freire, 2500 – São Paulo (SP)

Veja Também  Bolsonaro fala em “histeria”, repreende governadores e critica imprensa

Evento gratuito

 

Sobre a Fundação SOS Mata Atlântica

A Fundação SOS Mata Atlântica é uma ONG ambiental brasileira. Atua na promoção de políticas públicas para a conservação da Mata Atlântica por meio do monitoramento do bioma, produção de estudos, projetos demonstrativos, diálogo com setores públicos e privados, aprimoramento da legislação ambiental, comunicação e engajamento da sociedade em prol da recuperação da floresta, da valorização dos parques e reservas, de água limpa e da proteção do mar. Os projetos e campanhas da ONG dependem da ajuda de pessoas e empresas para continuar a existir. Saiba como você pode ajudar em www.sosma.org.br.

 

Sobre a Virada Sustentável

A Virada Sustentável é um movimento de mobilização para a sustentabilidade que organiza o maior festival sobre o tema no Brasil. Começou em 2011 em São Paulo e já realizou edições nas cidades do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador e Manaus, entre outras. Envolve articulação e participação direta de organizações da sociedade civil, órgãos públicos, coletivos de cultura, movimentos sociais, equipamentos culturais, empresas, escolas e universidades, entre outros, com o objetivo de apresentar uma visão positiva e inspiradora sobre a sustentabilidade e seus diferentes temas para a população, além de reforçar as redes de transformação e impacto social existentes nas diferentes cidades. A concepção temática da Virada Sustentável é atualmente lastreada nos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, definidos pela ONU, que são também os princípios que orientam a programação do festival em todas as cidades. Vire suas ideias. Repense. #VireSuaCidade

 

- Publicidade -

Deixe uma resposta