terça-feira, 27 outubro, 2020

Datena é operado após sentir dores no peito: “Em...

Datena foi operado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, no último domingo (25) após sentir dores no peito. Em seu Twitter, o jornalista...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Febre entre influenciadores, Dr. Benevenuto explica a harmonização facial

O dentista Dr. Benevenuto virou o queridinho dos influenciadores digitais e sua experiência no mercado de harmonização facial,...

Getty Images e iStock vão conceder US$ 20.000 em bolsas para apoiar a próxima geração de talentos criativos

A Bolsa Criativa 'Definition Future' oferece suporte financeiro e orientação para criativos promissores para explorar o que nosso futuro pode reservar

Incidente na caldeira em hospital de Taubaté faz com que pacientes sejam retirados às pressas

Pacientes e funcionários notaram fumaça no 7º andar do Hospital Regional Vale do Paraíba e evacuaram o andar saindo para área...

Base para maquiagem: saiba tudo sobre cor, textura e preço

Especialista em maquiagem e influenciadora digital, Catlen Guerra dá dicas de como acertar nessa escolha e comenta o que é preciso...

Dia dos professores é comemorado nesta quinta-feira

Neste dia 15 a valorização e do professor entra em pauta mostrando como ela é boa para refletir sobre a importância do professor na sociedade

Cadeiras vazias, quadros negros e brancos limpos, sala arrumada e silenciosa, sinal que não bate. Essa é a realidade atual das escolas, que em 2020 deixaram receber alunos para tentar conter a do novo coronavírus. Mas geralmente elas não são assim, as cadeiras estão ocupadas, as lousas estão escritas, a sala está bagunçada e sempre tem algum zumbido e quando o sinal toca, as vozes ocupam o lugar. Mas tem um elemento fundamental para que as escolas funcionem bem e se os alunos estão tendo contato com conteúdo mesmo na é por causa deles: os professores.

Nesta quinta-feira (15), é comemorado o dia deles e para uma profissão que é a grande formadora das outras profissões, ainda há muito o que melhorar para que a função deles seja mais respeitada e valorizada.

O dia 15 foi o escolhido para homenagear os professores, pois foi neste dia no ano de 1827 que foi criado o Ensino Elementar no Brasil, nascendo várias escolas pelo país e desde o ano de 1963 o federal instituiu esta . Mas, para a professora de matemática Ângela Maria de Paula, de 51 anos, a data foi criada por alguém que teve uma experiência boa com algum dos seus professores. “Acredito que alguém tão sensato teve uma experiência tão boa com algum dos seus professores e resolveu prestigiar a todos nós. Acredito que nesse dia muitos se lembram de como somos importantes”, relata a educadora.

E ela pode falar por ela mesma, que escolheu a profissão após uma professora a inspirar. Ângela parou de estudar ainda criança e temia a matemática, mas quando voltou para a escola, conheceu a professora Zilma, da qual lembra com muito carinho. “Ela me mostrou que eu era capaz e vi a matemática como nunca tinha visto e que os cálculos realmente estavam no meu sangue”, conta.

Ângela se tornou professora de matemática ao se inspirar na sua
Foto: Arquivo Pessoal

Com 13 anos em sala de aula, a educadora da matéria mais temida da escola, já duvidou muitas vezes da sua escolha, principalmente quando foi agredida por um aluno e na teve apoio da escola. “Eu não pude nem ir à delegacia porque a instituição que trabalhava disse que eu estaria sozinha nessa e que eles não poderiam me acompanhar com seus advogados”. Apesar disso, muitas situações boas a fizeram reafirmar a sua escolha. “Uma delas não me esqueço: um aluno apareceu depois de 10 anos e me disse que ele estava fazendo matemática porque ele queria ser igual a mim”, relata.

Veja Também  Escolas do estado de São Paulo podem retornar às aulas a partir desta quarta-feira
Veja Também  Fotos e vídeos mostram troca de tiros em Duque de Caxias

Já a professora de educação infantil Érika Maria de Oliveira Ramos, de 41 anos, sabia desde criança que queria ser professora. “Desde criança sempre agi como professora, terminava primeiro as atividades e já virava para o lado para ensinar os colegas. Adorava escrever na lousa. Fiz o magistério e descobri no exercício da profissão que a escola era o meu lugar, como professora”.

Érika é professora de educação infantil e desde criança quis ter a profissão Foto: Arquivo Pessoal

A educadora que trabalha na área há 15 anos diz que sempre foi comprometida com sua profissão e acredita que, nela, ela pode fazer a diferença na vida e no desenvolvimento de seus alunos. Ela conta com todo carinho sobre as situações que a fazem ver que ela fez a escolha certa. “O carinho e reconhecimento que recebo da maioria dos pais e alunos que são ou já foram meus alunos é o melhor retorno”, diz Érika que acredita que o professor deve sempre buscar conhecimento. “Eu sempre fui comprometida com as crianças, os alunos. Sempre procurei fazer o melhor, estou sempre realizando cursos e estudando. Acredito que a dedicação, carinho, amor e preocupação em sempre estar fazendo o melhor até hoje é porque fiz a escolha certa”, ressalta.

Em uma coisa essas professoras concordam: que o professor precisa ser mais valorizado. Para Érika, os governantes não respeitam e valorizam o professor. “Eles já deram inúmeras provas de que não respeitam o professor. É um absurdo professores serem contidos com balas de borracha e bombas de fumaça pela polícia em pleno exercício da cidadania, pedindo pelos seus direitos”, lembra a educadora citando os casos de agressão contra eles por estarem se manifestando. Ângela também segue da mesma opinião: “Nunca vamos ser valorizados como merecemos, e não falo só de salários melhores, mas respeito e amor também”.

Veja Também  Bolsonaro faz piadas sobre gordos, misoginia e defende trabalho infantil

O amor pelo ensino é visto também pelos jovens, que cursam licenciatura nas universidades com o intuito de também lecionarem. Este é o caso do estudante Lucas de Jesus Marcondes, de 23 anos, que está terminando o curso de licenciatura em História pela Universidade de Taubaté (Unitau) e que não vê a hora de poder entrar em sala de aula. Lucas disse que escolheu ser professor de uma forma bem consciente e escolheu História por ser algo que ele sempre gostou de estudar e queria aprofundar a origem e a construção histórica do Brasil e do mundo. “A possibilidade de transmitir e construir esse conhecimento, sendo professor, veio com o tempo. Ao perceber que eu podia não só compreender a História como também construí-la junto com o estudante”, explica o aspirante a professor.

Lucas já teve contato com a sala de aula ao ensinar educação patrimonial a alunos do ensino fundamental Foto: Arquivo Pessoal

O jovem já teve algumas experiências em sala de aula quando fez parte do Programa Institucional de Iniciação à Docência (Pibid), com um convênio entre a Prefeitura de Taubaté com a Unitau, em que ele dava sobre educação patrimonial para alunos do período integral do ensino fundamental. Lucas relata que sua experiência foi muito boa para que ele pudesse diversificar o modo como pode dar aula. “A gente estuda bastante o lado teórico, mas na prática a gente tem algumas outras particularidades que precisam ser consideradas. Essas especificidades, que momentos únicos de dentro da sala de aula, fizeram com que a experiência reafirmasse que eu estava realmente exercendo a profissão certa, com toda certeza” conta o estudante.

Veja Também  Jair Bolsonaro apresenta MP para prorrogar o auxílio emergencial

Lucas ainda lembra dos momentos que o fez se orgulhar da profissão que escolheu para seguir, como quando deu aulas de educação patrimonial para alunos de escolas municipais mais afastadas em que a realidade é um pouco diferente da realidade de um aluno de uma escola mais central ou mesmo particular. “Um momento que recordo foi de ajudar um aluno, que já tinha por volta de 7/8 anos de idade, a ler. Outro momento é dos alunos entusiasmados comentando que graças às aulas sobre os patrimônios históricos, eles puderam aprender mais sobre história do seu bairro, da cidade, até mesmo de sua família ao pesquisar a história dos lugares onde frequentam, lugares que gostam”, relembra Lucas, que ainda conta sobre a forma de agradecimento, admiração e carinho que os alunos tiveram para com ele, dando presentes, desenhos e cartinhas.

Veja Também  MRV é a única brasileira entre as 100 maiores empresas de construção civil no Ranking Global Powers of Construction 2019

A de Érika e Ângela, que já estão na área há mais tempo, não é tão otimista quanto ao futuro da profissão e não possuem muitas expectativas, no entanto, a geração mais nova como a de Lucas vem com sede de ensinar e procuram ser otimistas quanto ao ensino. “Espero que no futuro os professores tenham mais apoio, seus direitos respeitados e esforços reconhecidos. Espero, também, que cada vez mais as pessoas que desejam se tornar professores e professoras tenham o suporte necessário para sua formação, com programas universitários, projetos e incentivo federal” analisa o estudante, que acredita que escolher os representantes em todos os âmbitos que incentivam a pesquisa, o desenvolvimento da educação e da prática educativa, é uma forma de o futuro ter uma perspectiva positiva. “Eu prefiro manter essa posição mais otimista do futuro. A visão de que futuramente a profissão seja ainda mais valorizada e reconhecida”, completa Lucas.

E você? Já valorizou e reconheceu o seu professor e o parabenizou hoje? Se não, aproveite e o faça porque como disse a professora de matemática Ângela “o professor não ensina só conteúdos didáticos, mas também mostra como é bom crescer, ter sonhos, ser justo e valorizar as oportunidades”.

Parabéns a todos os professores,  em meu nome e de todos os funcionários do Portal Yoba!

Assista abaixo depoimentos de vários professores falando sobre sua profissão:

Latest Posts

Febre entre influenciadores, Dr. Benevenuto explica a harmonização facial

O dentista Dr. Benevenuto virou o queridinho dos influenciadores digitais e sua experiência no mercado de harmonização facial,...

Getty Images e iStock vão conceder US$ 20.000 em bolsas para apoiar a próxima geração de talentos criativos

A Bolsa Criativa 'Definition Future' oferece suporte financeiro e orientação para criativos promissores para explorar o que nosso futuro pode reservar

Incidente na caldeira em hospital de Taubaté faz com que pacientes sejam retirados às pressas

Pacientes e funcionários notaram fumaça no 7º andar do Hospital Regional Vale do Paraíba e evacuaram o andar saindo para área...

Base para maquiagem: saiba tudo sobre cor, textura e preço

Especialista em maquiagem e influenciadora digital, Catlen Guerra dá dicas de como acertar nessa escolha e comenta o que é preciso...

MAIS VISTAS

Luisa Sonza tem nude postado em rede social e desabafa: VEJA FOTO!

A cantora Luisa Sonza, casada com o humorista Whindersson Nunes, foi alvo de um ataque em sua rede social, na manhã deste domingo (03). O invasor...

VÍDEO: Internautas se escandalizam com mãe que incentiva beijo de criança de 12 anos em adulto de 19: “Pedofilia”

Nesta segunda-feira (26), dois jovens causaram revolta nas redes sociais após publicarem um vídeo dizendo que a família apoia o relacionamento entre os...

Yohana Rayra, o retorno da miss ao Bella da Semana

Acesse www.belladasemana.com.br Com longos cabelos negros e seu corpo maravilhoso, Yohana Rayra está de volta ao Bella da...

Musa fitness, Amanda França posa no clima do verão com body cavado: “no ponto”

A loira também é atriz das pegadinhas do João Kléber Show, na RedeTV! A musa fitness e atriz...

19 empresas estão com novos processos seletivos

Oportunidades de emprego em setores de tecnologia, marketing, engenharia, entre outros Outubro de 2020 - Apesar da crise gerada...

COMO VOCÊ GASTA O SEU TEMPO?

Assine a newsletter do PORTAL !YOBA e receba conteúdo exclusivo para seu dia.