quarta-feira, abril 17, 2024

Últimas Notícias

Dia da Mulher: por que homens gozam mais que mulheres no sexo?

Dados apontam que as mulheres têm 35% menos orgasmos que homens; sexóloga explica contexto e dá dicas para mulheres gozarem mais

No Dia da Mulher, ainda é preciso encarar um triste fato: apesar do corpo feminino ser o único que tem um órgão com a única função de dar prazer (o clitóris) e com mais que o dobro de terminações nervosas que o pênis, os homens gozam mais que as mulheres.

Dados mostram que, de uma forma geral, as mulheres chegam a gozar 35% menos que os homens. De acordo com o Censo do Sexo, pesquisa realizada pela Pantynova, quando sozinhas, 66% das mulheres disseram gozar sempre. Quando transam com outra pessoa, por sua vez, esse número cai para 19%. Ou seja, apenas 19% das mulheres gozam ao transar com um(a) parceiro(a).

Já entre os entrevistados que se identificam com o sexo masculino, 86% gozam sempre durante a masturbação, e 54% quando estão outra pessoa. O Censo do Sexo foi realizado com 1813 brasileiros de todos os gêneros, orientações sexuais e residentes de todas as regiões do Brasil.

Com todo o avanço no que diz respeito ao empoderamento e liberdade sexual feminina, por que as mulheres ainda gozam tão menos que os homens? Segundo a psicóloga e sexóloga Alessandra Araújo, isso se deve, em grande parte, à forma como a sociedade ensinou as mulheres a lidarem com o prazer.

“As mulheres são tolhidas demais quanto ao prazer que seu corpo pode proporcionar. Muitas vezes, a cultura diz que fomos feitas só para procriar, não se podia, por muito tempo, nem olhar as próprias partes íntimas. Sendo assim, ainda existe muita vergonha de falar para o parceiro o que gosta ou não, as preferências e desejos”, explica.

E quando isso é levado para o relacionamento, a especialista garante que a comunicação é essencial.

Afinal, ainda que haja autoconhecimento e liberdade o suficiente para se explorar inteiramente, se a pessoa não souber como levar isso para a parceria, a transa ainda não vai atingir o potencial que poderia.

“Romper a vergonha e se abrir ao diálogo sobre a relação sexual possibilita o casal ter e dar prazer mútuo e ambos chegarem ao orgasmo. Quando eu, mulher, me conheço, claro que vou me dar um dos melhores orgasmos, no entanto, o prazer fica muito mais gostoso quando advém do meu ou da minha parceira. Ensinar ao outro onde tocar e como tocar é essencial”, diz.

Preparar, apontar, gozar!

Focada na missão de gozar mais? A sexóloga dá algumas dicas e passos importantes para começar a praticar no dia a dia.

Confira:

  • Permita-se se conhecer e se tocar. Explore seu corpo e onde há mais sensibilidade às estimulações;
  • Converse sobre sexo, inclusive sobre traumas (abusos sexuais do passado podem impossibilitar o relaxamento) e o que gostamos ou não. Isso traz intimidade ao casal;
  • Livre-se de padrões estipulados de como se comportar numa relação sexual. Hoje, sabemos que sexo é intimidade, e não apenas o uso do nosso corpo;
  • Por fim, respire fundo, conecte-se com o momento e perceba como seu corpo reage com seu próprio toque e com o toque do outro. Goze!

Sex toys

Quer uma mãozinha a mais na hora de chegar ao orgasmo? Confira algumas opções de vibradores para conhecer:

CLIQUE AQUI E VEJA AS OPÇÕES!

Fonte: Metrópoles

Latest Posts

MAIS VISTAS

Pular para a barra de ferramentas