sexta-feira, 19 agosto, 2022

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Como se tornar um oficial de justiça?

Existem vários cargos públicos que são um sonho para algumas pessoas. E muitas vezes esses cargos podem consistir em algo que elas gostam de fazer, juntamente com um bom salário, e é claro, a segurança de trabalhar no setor público.

 E não estamos falando apenas de cargos comuns como costumamos ver, cargos ligados diretamente a política ou coisa do tipo, estamos falando de cargos grandes, como por exemplo o de oficial da justiça.

O salário é um dos maiores atrativos da área, uma vez que os salários médios e um oficial de justiça no Brasil é de quase 10 mil reais, mas com espaço para ganhar muito mais do que isso.

Mas claro, como todo emprego bem remunerado, e como toda vaga boa no trabalho público, não é nada fácil conseguir trabalhar nisso, e é uma área que requer muito estudo e dedicação.

Afinal, diferente de trabalhos tradicionais do setor público, você estuda, se forma, começa a aparecer e então consegue uma vaga de emprego em algum lugar, seja por algum tipo de indicação ou por ter encontrado a vaga.

O mesmo não se aplica ao oficial de justiça, uma vez que ele precisa passar em um concurso público antes de poder trabalhar na área com a respectiva prefeitura.

E claro, sendo esse concurso um dos mais difíceis e disputado para se conseguir uma vaga. Mas isso significa então que para se tornar um oficial de justiça, tudo o que a pessoa precisa fazer é fazer um concurso público?

Na verdade é um pouco mais complexo do que isso, e você provavelmente vai ter que fazer algumas coisas e aprender algumas especificações sobre o trabalho antes de sair se escrevendo em um concurso público.

Veja Também  Informe Publicitário: Empréstimo Rápido!

E por isso hoje vamos falar sobre isso e vamos ensinar você a como se tornar um oficial de justiça.

Como começar?

Como dito antes, a pessoa não pode simplesmente fazer a inscrição para o concurso, existem algumas coisas a serem levadas em consideração, e quando o assunto é requisito para cargo, isso pode mudar de um estado para o outro. Existem, por exemplo, estados que exigem que a pessoa que queira exercer essa função tenha pelo menos um curso de Direito. 

Como dito, isso não é uma exigência nacional, e tem lugares onde isso não importa, então sempre pesquise saber quais são as regras específicas para a sua cidade, já que existem concursos que até pedem alguma graduação, mas podendo ser qualquer uma, sem qualquer ligação com a função que você vai exercer. Existem até casos de concursos que aceitam inscrição de pessoas apenas com o ensino médio completo.

Vale lembrar que a função do oficial de justiça é executar diversos mandados expedidos pelos juízes, a fim de ajudar no cumprimento de sentença das pessoas que tiverem pendências a acertar com a justiça.

É um cargo que tem suas dores de cabeça, uma vez que algumas pessoas podem não reagir bem a receber uma visita de um oficial de justiça, mostrando que esse cargo, dependendo do estado onde você o exerce, pode ser até perigoso.

Esse é outro fator que faz com que as pessoas pensem muito bem se querem passar por todo o processo de sacrifício de estudo para poder passar pelo concurso público.

Concurso esse que, como dissemos antes, é extremamente concorrido, e por isso o processo de estudo é bem árduo. A prova normalmente aborda alguns conhecimentos específicos que envolvem a legislação, assim como informática, e pode ter também língua portuguesa.

Veja Também  Poupatempo atende cidadãos que precisam de RG em 12 postos do interior

Apesar de parecer complexa, existe um consenso de que todo o estudo necessário para passar em concurso como esse é facilmente recompensado com o alto salário do cargo. Ainda mais levando em consideração que no Brasil existem estados que exigem que a pessoa tenha apenas o ensino médio completo para poder prestar o concurso.

Outras vantagens 

O salário deveria ser logo de cara a maior das vantagens, mas existem outras coisas que podem deixar as pessoas que querem trabalhar nessa área muito felizes, como, por exemplo, a flexibilidade de horários. 

O oficial de justiça não tem uma rotina monótona, e não fica preso aos horários tradicionais como é na maioria dos empregos CLT; ao invés disso, ele tem horários baseados na necessidade de existir alguém exercendo a função dele, mas sem horários ruins como fazer um trabalho durante a madrugada ou ser chamado repentinamente.

Isso faz com que pessoas que não gostem de uma rotina comum e aquele trabalho padrão de escritório fiquem muito animadas em trabalhar dessa maneira. Além do fato de que lidar com algumas pessoas nesse cargo pode ser uma aventura.

Em resumo, oficial de justiça é um trabalho muito bem remunerado e muito disputado, então se você sonha com chance de trabalhar na área, o que recomendamos é muito estudo, e se possível, a formação para dar uma ajuda extra até nos seus estudos.

Comentários

Latest Posts

MAIS VISTAS

COMO VOCÊ GASTA O SEU TEMPO?

Assine a newsletter do PORTAL !YOBA e receba conteúdo exclusivo para seu dia.

%d blogueiros gostam disto: