sexta-feira, 19 agosto, 2022

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

3 dicas de especialistas para você colocar suas finanças em dia

Controle financeiro é algo que está longe da maioria da população. Tanto é assim, que em 2022, o país bateu recorde de inadimplentes que necessitam de uma negociação de dividas.

Apesar desses dados, pequenas ações diárias são suficientes para manter e colocar as dívidas em dia.

Veja neste artigo, 3 dicas de especialistas para você colocar suas finanças em dia.

Mudança de comportamento

Toda mudança é difícil e gera desconforto, principalmente, quando está relacionada a finanças. Diante disso, começar a economizar não é fácil, pois é uma mudança de comportamento, que exige saber o quê priorizar para manter esse comportamento constantemente.

Por sua vez, a mudança de comportamento requer algumas ações, como autoconhecimento, definir objetivos e aonde quer chegar.

  1. Autoconhecimento

O autoconhecimento em finanças consiste em saber como você gasta ou investe seu dinheiro. Para isso, é preciso criar o hábito de registrar todas as despesas, fixas e variáveis, como aluguel e cartão de crédito, por exemplo.

  1. Definir objetivos

Definir objetivos significa determinar a vida que você quer ter, com a qual sentirá feliz e pleno, no que diz respeito a bens de consumo. Pode ser um computador, uma TV dos sonhos, uma viagem muito desejada ou a negociação de dividas.

Nesse sentido, é estabelecer um planejamento financeiro com objetivos de curto, médio e longo prazo.

  1. Aonde chegar

Após mapear a sua vida financeira, a situação atual, você precisa saber qual é a situação ideal, aquela que deseja alcançar.

Trata- de determinar quais são as despesas e como conquistar seus objetivos estipulados para o ano. Em resumo, estabelecer um plano para conquistar seus objetivos.

Como dissemos anteriormente, não é um caminho fácil, por isso muitas pessoas acabam desistindo. E embora as pessoas procurem, não há uma fórmula mágica. É um trabalho de persistência.

Veja Também  Grand Mercure Recife Boa Viagem reabre com novo projeto inspirado na brasilidade

Logo, para colocar suas finanças em dia é necessário organizar as despesas, anotando-as. Você pode usar aplicativos, uma planilha ou até mesmo um caderno. Só não pode deixar de registrar todos os valores que entram em saem do seu orçamento.

Analisando os seus registros, você poderá tomar decisões financeiras mais facilmente. Portanto, vai identificar o que pode ser cortado para que as finanças estejam em dia.

Ou seja, é preciso mudar os hábitos, fazer escolhas mais inteligentes como levar comida de casa ao invés de almoçar todo em um restaurante.

Com o hábito de registrar todos os gastos você vai conseguir saber o quanto gasta e, dessa forma, eliminar gastos supérfluos e colocar as finanças em dia.

No entanto, para manter as finanças sempre em dia, é ter uma reserva de emergência para situações imprevistas.

Para se manter firme nas metas, o educador financeiro afirma que a própria realização dos objetivos mantém as pessoas focadas em seguir firme nos compromissos feitos no início do ano.

Reserva de emergência

Como ficam as suas finanças se você perder o emprego hoje? Por quanto tempo você consegue se manter sem atrasar as suas contas? Talvez você precise recorrer a uma negociação de dividas.

Em casos assim, a reserva de emergência é fundamental para manter as finanças em dia, pois você consegue manter seu planejamento financeiro.

Especialistas recomendam ter uma reserva de emergência suficiente para cobrir seu custo de vida por um período de 6 a 12 meses. Mais uma vez é saber o quanto você gasta mensalmente. sem esse valor você não consegue calcular a reserva de emergência corretamente.

Veja Também  Brasil registra 3º dia seguido com mais de 3 mil mortes

Então, por exemplo, se o custo de vida de uma pessoa é R$ 3 mil por mês com todas as despesas incluídas, essa reserva terá que ter de R$ 18 mil a R$ 36 mil para situações de imprevistos.

É recomendado, ainda, que essa reserva seja feita através de aplicações com baixa volatilidade, maior liquidez e rápido acesso ao dinheiro, caso necessário.

Conclusão

Nem todo mundo consegue manter as contas em dia. Além da falta de uma educação financeira, acabamos nos deixando levar pelos impulsos e as dívidas vão se acumulando. E é aí que chega a hora da negociação de dividas.

No entanto, seguindo pequenas dicas de especialistas é possível reorganizar tudo e colocar suas finanças em dia.

Portanto, o é conhecer seus hábitos de consumo, mapear as despesas fixas e variáveis, anotar tudo, sempre e ter um planejamento financeiro com objetivos definidos e claros, como por exemplo, a negociação de dividas.

A partir disso, elaborar uma estratégia de pagamento de tudo que está atrasado, sem comprometer o mínimo para sobrevivência e criar uma reserva de emergência para os diversos imprevistos que acontecem em nossa vida e podem desestabilizar as suas finanças.

Comentários

Latest Posts

MAIS VISTAS

COMO VOCÊ GASTA O SEU TEMPO?

Assine a newsletter do PORTAL !YOBA e receba conteúdo exclusivo para seu dia.

%d blogueiros gostam disto: